Necessidades nutricionais da gestante

ACOMPANHAMENTO GESTACIONAL

A gestação é um período no qual a mulher passa por diversas mudanças fisiológicas, que exigem diferentes necessidades nutricionais. Por isso, os cuidados com a alimentação devem começar antes mesmo da gravidez.

A nutricionista pode auxiliar a cada novo processo, até mesmo antes da gestação, na fertilidade dos progenitores, garantindo o aporte nutricional adequado para a mãe e para o desenvolvimento e crescimento adequado do bebê.

GANHO DE PESO

Não existe uma tabela com ganho de peso fixo (existem referencias) durante a gestação. Cada caso precisa ser avaliado de acordo com os alguns detalhes, tais como: peso materno inicial, gasto energético (se sedentário ou praticante de atividade física), exames laboratoriais, histórico de ganho de peso ao longo da vida, doenças familiares, entre outros.

Na consulta com a gestante (que pode ser on line) tentamos motivá-la a comer de maneira saudável a cada ciclo, inclusive no pós-parto, na lactação, usando ferramentas de nutrição comportamental, ofertando receitas, e o programa de cardápios Personal diet.

O acompanhamento mensal (ou outro prazo estipulado) faz muita diferença no final da gestação, tanto para a mãe como para o bebe. Uma gestação saudável, com ganho de peso proporcional, diminuem as chances de complicações para a mãe, tais como, diabetes gestacional, pré-eclâmpsia, aumento da pressão arterial, varizes (inclusive hemorroidas), e para o bebê.

 

NECESSIDADES NUTRICIONAIS

Variam de acordo com o ciclo gestacional. Por exemplo, o consumo de calorias deve ser aumentado em média 300 kcal/dia, a partir do 4o mês gestacional. Como as necessidades de proteínas, cálcio, ferro estarão aumentadas recomenda-se que essas calorias extras sejam alimentos ricos nesses nutrientes.

As proteínas contribuem para o desenvolvimento e crescimento dos tecidos. Devem ser aumentadas em torno de 10 gramas/dia.

Minerais: a carência de ferro pode causar má absorção de vitamina D, baixo peso ao nascer e anemia. O Cálcio também tem o seu acréscimo, especialmente em adolescentes, assim como o Fósforo. O Zinco é de extrema importância para gestação, pois contribui para o crescimento, reprodução e bom funcionamento celular. Normalmente todos os minerais são revistos dentro de uma alimentação equilibrada, e complementados na suplementação.

Vitaminas: Todas as vitaminas são essenciais ao metabolismo e crescimento do organismo: complexo B (folato- ajuda no crescimento, em especial do tubo neural do embrião), vitamina C, e lipossolúveis (E, K, D, A).

Também avaliamos os sintomas comuns na gestação como os gastrointestinais, hidratação, hábitos, funcionamento intestinal, fadiga, depressão, entre outros

Atenção!

Não tome suplementos vitamínicos sem a orientação médica e/ou do nutricionista. Uma ingestão excessiva de algumas vitaminas podem ter efeitos nocivos, por exemplo: o excesso de vitamina A (>10,000 IU/dia) pode estar associada a malformações do feto.

Experiência da nutri na área: mãe de dois filhos, trabalhou durante cinco anos em clinica ginecológica e obstétrica e há mais de 18 anos em clínica multiprofissional atuando em conjunto com médicos ginecologistas.  

Comentários

Deixe uma resposta