Dieta Mediterrânea

Dieta Mediterranea

No inicio da década de 90 vários estudos científicos encontraram diferenças marcantes sobre a incidência de câncer e doenças cardiovasculares nos países mediterrâneos e asiáticos em relação aos países do norte da Europa e América.

O fator determinante desta população que apresentava menor incidência de algumas doenças era a alimentação, composta por peixes, soja, azeite de oliva, vinho tinto, tomate entre outros alimentos.

Após várias investigações concluiu-se que além dos nutrientes que já se sabia que esses alimentos continham como proteína, minerais, vitaminas, apresentavam determinadas substâncias responsáveis pelos efeitos benéficos à saúde.

Assim, alguns autores passaram a classificar esses alimentos como funcionais.  

O cardápio mediterrâneo se caracteriza pela presença desses alimentos, sendo rica em frutas, hortaliças, peixes, leites e derivados, azeite de oliva e uma variedade de ervas, que dão cor e sabor aos alimentos, como o baixo consumo de alimentos industrializados.

 

Veja abaixo alguns desse alimentos com suas propriedades e benefícios a saúde: 

 

Vinhos e uvas

Contém: flavonóides, taninos e fenólicos.

Funções: antioxidante, antiagregação plaquetária.

 

Tomate

Contém: licopeno.

  • Também encontrado na goiaba vermelha, na melancia, na papaya.
  • Esta substancia torna-se mais disponível depois de processado e acrescentado gordura (molho de tomate).

Funções: antioxidante, anticancerígeno, diminuição da pressão arterial e níveis de colesterol.

 

Peixes

Contém: ácido graxo polinsaturado Omega, que é encontrado nos vegetais verdes, óleos de canola e linhaça, peixes tipo salmão, cavala, sardinha, arenque, truta e bacalhau.

Funções: Efeitos favoráveis nos níveis de triglicérides, na pressão arterial, na coagulação sanguínea e na prevenção do câncer de cólon, mama e próstata, na depressão e problemas de pele.

 

Leguminosas: (feijão, lentilha, ervilha seca, grão-de-bico, soja)

Contém: Fotoquímicos e taninos.

Funções: antioxidantes, anticâncer, diminui níveis de colesterol, efeito hepatoprotetor e antiglicêmico.

 

Soja

Contém: Isoflavona -atividade estrogênica que promove a saúde óssea.

 

Oleaginosas: (castanhas, noz, avelãs)

Contém: Ácido graxo insaturado, fitoquímicos e fibras.

Funções: antioxidantes, hipocolesterolêmico, protetor da doença cardiovascular.

Recomendação diária: 3 a 4 unidades/dia por tratar-ser de um alimento altamente calórico.

 

Azeite de oliva (contem acido graxo monoinsaturado, fenólicos)

Funções: diminui pressão arterial, anticancerígeno e antioxidante.

Recomendação: 15 ml/dia (1 colher de sopa). Não deve ser aquecido à altas temperaturas.

 

Farelos, aveia e cereais integrais (fibras beta-d-glucanas)

Funções: diminuição do colesterol LDL e prevenção do câncer de cólon.

 

Alho e Cebola (flavonóides e compostos sulfurados)

Funções: prevenção de câncer de estômago, diminuição da pressão arterial e antioxidante.

 

Hortaliças crucíferas (repolho, brócolis, couve-flor e couve de bruxelas)

Contém compostos organosulfurados, potentes antitóxicos e anticancerígenos.

 

Chá verde (polifenóis)

Funções: diminui colesterol e a agregação plaquetária, termogênico, redução câncer gástrico, antioxidante.

Recomendação: 4 a 6 xícaras/dia.

 

Frutas

Contém: flavonóides

Funções:  antioxidante, anticancerígeno. As fibras favorecem o trabalho intestinal.

 

Outros:

Chocolate (polifenólicos). Antioxidante.

CogumeloAtividade antitumoral comprovada em animais. 

Cenoura (beta-caroteno).

Funções: Diminuição da pressão arterial e antioxidante.

Ervas e condimentos (fenólicos, taninos, outros). Hortelã- antirefluxo estomacal; alecrim – antioxidante; gengibre- tratamento de náuseas e vômitos durante a gravidez; açafrão e salvia- antiinflamatória; pimenta- anticarcinogênica, etc.

Prebiótico (são os frutooligossacarideos e a Inulina). São encontrados na cevada, mel, banana, cebola, alho, alcachofra, trigo, tomate. São alimentos consumidos pelas bactérias intestinais benéficas.

Funções: anticancerigeno,  redução de colesterol e da pressão arterial, prevenção da diarréia patogênica.

Probiótico São bactérias vivas que melhoram a flora bacteriana benéfica. Ex. Lactobacillus acidophilus.

São encontrados nos produtos lácteos como os iogurtes e coalhadas reduz pH intestinal, melhora função imunológica, proteção hepática, anticancerígeno.

 

ATENÇÃO: Os alimentos e quantidades sugeridos se baseiam em uma alimentação normal de uma pessoa saudável! Recomendamos uma avaliação nutricional individualizada para adequação da dieta.

 

Veja mais:

www.nutritotal.com.br/notas_noticias/?acao=bu&id=785

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.